domingo, 25 de janeiro de 2015

Trilha sonora: Granito/Jade



GRANITO
João Bosco/Antônio Cícero

Há entre as pedras
e as almas
afinidades
tão raras
como vou dizer?
Elas têm cheiro
de gente
queira ou não queira
se sente:
têm esse poder
Pedra e homem
comovem
sobem e descem
e somem
e ninguém sabe bem
O homem desce do
dos céus
e a pedra nasce
de Deus
que tudo contém
Mas o templo eu faria assim
puro de uma pedra bruta
de uma fruta bem calada
diminuta furta-cor
de granito assim a cintilar
no seu olhar.


JADE
João Bosco

Aqui, meu irmão, ela é coisa rara de ver
E joia do Xá, retina de um mar
De olhar verde já derramante
Abriu-se sésamo em mim
Ah! meu irmão aqualouca tara que tem ímã
Mergulha no ar, me arrasta, me atrai
Pro fundo do oceano que dá
Pra lá de babá, pra cá de ali
Pedra que lasca seu brilho
E que queima no lábio um quilate de mel
E que deixa na boca melante
Um gosto de língua no céu
Luz talismã, misterioso cubanacã
Delícia sensual de maçã
Saborosa manhã
Vou te eleger, vou me despejar de prazer
Essa noite o que mais quero é ser
1001 pra você

Nenhum comentário:

Postar um comentário