quarta-feira, 21 de junho de 2017

Don't get me wrong

Deu no PT online
19/06/2017, por Gleisi Hoffmann

Gleisi: Precisamos defender a ‘Democracia’ e a ‘Política’
“(..) a [lava-jato] retirou a credibilidade de toda a classe política brasileira e transferiu definitivamente a tomada de decisões do sistema de representação para um consórcio formado pelo grande capital, a mídia oligopolizada, procuradores messiânicos e juízes partidarizados.”
Montagem: www.avebarna.blogspot.com.br
Imagem original: Internet

2017-06-21


segunda-feira, 19 de junho de 2017

Uma noite na ópera

Deu no PT online
19/06/2017, por Gleisi Hoffmann

Gleisi: Precisamos defender a ‘Democracia’ e a ‘Política’
"É um completo absurdo afirmar que o PT “institucionalizou a corrupção”. Na realidade, o PT institucionalizou uma luta mais efetiva contra a corrupção."
“uma análise fria do período histórico recente do Brasil demonstra que os governos do PT foram os que mais contribuíram para o combate à corrupção, ao atacar as suas causas e os fatores que a acarretam.”
“os governos do PT fortaleceram extraordinariamente as instituições de controle da administração estatal e promoveram intensamente a transparência da gestão pública.”
“os governos do PT iniciaram um processo de “desprivatização” do Estado, direcionando fortemente as políticas públicas para o combate à exclusão econômica e social da maioria da população. Geraram também um processo lento, mas seguro, de construção e fortalecimento de cidadania, que tendia a colocar o aparelho estatal sob a égide e controle de um verdadeiro interesse público, e não mais sob interesses privados dos grupos secularmente dominantes.”
“a [lava-jato] retirou a credibilidade de toda a classe política brasileira e transferiu definitivamente a tomada de decisões do sistema de representação para um consórcio formado pelo grande capital, a mídia oligopolizada, procuradores messiânicos e juízes partidarizados.”
“Para sair da crise precisamos [...] de eleições diretas, da antecipação das eleições de 2018 para 2017, única forma de “passar o país a limpo” e nos livrarmos daqueles que terceirizam ao mercado, literalmente falando, a gestão do Estado.”




Acesse a matéria completa pelo link


2017-06-19


quarta-feira, 14 de junho de 2017

Economia colaborativa

Deu n'O Popular
14-06-2017, por Estadão

'Meu silêncio não está à venda', diz Eduardo Cunha, em depoimento à PF

Montagem: www.avebarna.blogspot.com.br
Imagem original: Internet


2017-06-14


terça-feira, 13 de junho de 2017

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Pérolas e porcos

Deu n'O Globo online
09-06-2017, por Editorial
https://oglobo.globo.com/opiniao/gastos-publicos-excessivos-de-ma-qualidade-21453506#ixzz4jX5ssLBT

Gastos públicos excessivos e de má qualidade
A crise fiscal deveria inspirar os governos a colocarem em suas agendas o cuidado com as despesas, para saber se o dinheiro do contribuinte é bem aplicado

www.avebarna.blogspot.com.br
A julgar pela pérola editorial de 21-06-2016, intitulada "Olimpíada está acima da crise da dívida: 0 pessimismo devido à crise contamina os Jogos, mas nada indica que os complexos esportivos deixarão de ser entregues, sem se falar do legado ja visível no Rio"[1], as Organizações Globo não consideram "excessivos e de má qualidade"[2] os gastos estatais com os Jogos Olímpicos de 2016 e, por tabela, a Copa da FIFA de 2014, que aliás lhes foram entregues, em bandejas de prata, por ninguém menos do que Lula da Silva, o Rei Bastardo da prosperidade econômica convertido, pelas moiras da crise cíclica em conluio com o demônio da ingratidão política, em Besta Negra do apocalipse fiscal.

Resumindo: a burguesia caga - Cazuza já alertava que ela fede - para o gasto público, na verdade se refestela nele como porcos, até o dia em que... a porca torce o rabo!


Acesse os dois editoriais d'O Globo pelos links
[1] http://noblat.oglobo.globo.com/editoriais/noticia/2016/06/olimpiada-esta-acima-da-crise-da-divida.html


2017-06-09


quinta-feira, 25 de maio de 2017

Adivinhe quem não vem para jantar


Rede e PSOL pedem a cassação de Aécio Neves por recebimento de R$ 2 milhões
www.avebarna.blogspot.com.br
Foto original: Marcos Oliveira / Agência Senado


2017-05-20


quarta-feira, 24 de maio de 2017

Negócio das arábias

Deu no El país online
20-05-2017, por Juan Carlos Sanz


Trump assina contrato de 110 bilhões de dólares para venda de armas à Arábia Saudita

Montagem: www.avebarna.blogspot.com.br
Foto: Internet

2017-05-24


terça-feira, 23 de maio de 2017

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Diretas Já para o Congresso também!

Deu n’O Globo online
19-06-2017, por Renata Mariz e Eduardo Bresciani


Delator diz que JBS deu dinheiro para 1.829 candidatos de 28 partidos
Diretor da empresa dos irmãos Batista diz que o grupo conseguiu eleger 179 deputados federais de 19 siglas

Montagem: www.avebarna.blogspot.com.br


2017-05-22


sábado, 20 de maio de 2017

Descarrego à beira do abismo

Montagem: www.avebarna.blogspot.com.br
Imagem original: Internet
Texto: Michel Temer 20-05-2017, edição livre avebarna

clique na imagem para ampliar

2017-05-20

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Tomada de três pinos

Deu n’O Globo 
17-05-2017, por Danielle Nogueira
https://oglobo.globo.com/brasil/perfil-joesley-batista-transformou-jbs-em-gigante-internacional-21354380#ixzz4hXQ7une2

Perfil: Joesley Batista transformou JBS em gigante internacional 
Uma dúvida: o cidadão em tela é membro da burguesia "industrial", "financeira" ou "rentista"?
Foto: Claudio Belli / Agência O Globo
(..) foi na gestão de Joesley que a JBS avançou e se internacionalizou. Sua atuação na presidência executiva, entre 2006 e 2011, quando passou o bastão para Wesley, marca a consolidação do conglomerado como o maior processador de carne bovina do mundo. Foram várias as aquisições, entre elas a compra da americana Swift e da Pilgrim’s Pride, também dos Estados Unidos.
Boa parte das aquisições teve ajuda do BNDES, numa época em que criar multinacionais de bandeira verde e amarela fazia parte da estratégia do banco, política que ficou conhecida como a da escolha dos “campeões nacionais”. Foram mais de R$ 5 bilhões em apoio financeiro, especialmente por meio de compras de participações ou subscrição de debêntures (títulos da dívida). Desde sua consolidação internacional, o JBS viu seu faturamento anual saltar de R$ 4 bilhões (2007) para mais de R$ 160 bilhões. Suas fábricas exportam para mais de 150 países.
Joesley também passou a ser conhecido fora dos limites do setor agropecuário. O conglomerado que preside é dono das marcas Havaianas, dos produtos de limpeza Minuano e do banco Original. E passou a circular com desenvoltura no meio político. (Continua)


2017-05-18


quarta-feira, 17 de maio de 2017

A cidade contra o crime

Deu no Estado de S Paulo
17-05-2016, Redação

Aécio pediu R$ 2 mi, diz Joesley; PF filmou primo do tucano pegando mala
'Tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer delação', diz Aécio em grampo, segundo jornal
(..) O senador Aécio Neves (MG), presidente nacional do PSDB, foi gravado pedindo a quantia de R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, dono da JBS, sob o argumento de que precisava de dinheiro para a defesa na Operação Lava Jato, segundo o jornal O Globo.
(..) O criminalista Alberto Zacharias Toron, advogado do tucano, disse que foi ‘surpreendido com o noticiário’ e que ‘efetivamente não recebeu dinheiro algum’.
(..) Fred, apontado como primo do presidente nacional do PSDB, teria repassado, ainda em São Paulo, as malas para Mendherson Souza Lima, secretário parlamentar do senador Zezé Perrella (PMDB-MG), que teria levado o dinheiro, de carro, para Belo Horizonte, segundo informou a reportagem.
Ainda conforme o jornal, foram três viagens feitas à capital mineira, todas monitoradas pela Polícia Federal. De acordo com a reportagem, o dinheiro foi parar na Tapera Participações Empreendimentos Agropecuários, empresa de Gustavo Perrella, filho de Zezé Perrella. (Continua)
2017-05-17


terça-feira, 16 de maio de 2017

Negão de raiz

Deu no El País online
15-05-2017, por Cristina F. Pereda

La batalla del policía que descubrió a los 47 años que es negro
Montagem www.avebarna.blogspot.com.br
Imagens originais: Internet
Verso: "Sou Negro Sim", Eliana de Lima
Un sargento de policía de Hastings (Michigan) reclama medio millón de dólares a su ciudad por los comentarios racistas de sus compañeros. El policía, Cleon Brown, es blanco. O, por lo menos, siempre se había identificado como tal. Pero todo cambió cuando reveló al resto de agentes con los que trabaja que había descubierto, con 47 años, que un 18% de su sangre es de antepasados del África subsahariana tras hacerse una prueba de ADN.
Brown ha declarado al diario The New York Times que lo celebró con “orgullo”. Su padre, con el pelo más rizado y la tez más oscura, siempre le había contado que sus antepasados habían sido Americanos Nativos. El policía no lo había puesto en duda hasta que su hija fue diagnosticada con una enfermedad que suelen padecer los afroamericanos y resultó que la respuesta, y el secreto, estaba en sus genes. (Continua)


2017-05-16


segunda-feira, 15 de maio de 2017

sexta-feira, 28 de abril de 2017

sábado, 22 de abril de 2017

Internacional étnica, feminina, científica e cidadã

Deu no The Guardian online
22-04-2017, por Oliver Milman

March for Science puts Earth Day focus on global opposition to Trump


More than 600 marches held around the world, with organizers saying science ‘under attack’ from a White House that dismisses the threat of climate change.
(...) Hundreds of thousands of climate researchers, oceanographers, bird watchers and other supporters of science rallied in marches around the world on Saturday, in an attempt to bolster scientists’ increasingly precarious status with politicians.
More than 600 marches took place around the world, on every continent bar Antarctica, in events that coincided with Earth Day. (Continua)


2017-04-22



segunda-feira, 17 de abril de 2017

Os segredos da mente partidária

Deu na Folha de S Paulo
05-04-207, por Folha de S Paulo

Eleitorado não compartilha visão de luta de classes, conclui estudo petista
Imagem: http://www.azquotes.com/quotes/topics/self-fulfilling-prophecy.html

(..) Pesquisa recém-divulgada pela Fundação Perseu Abramo, ligada ao PT, revela que muito do discurso não encontra respaldo entre eleitores pobres que já votaram na sigla. O centro de estudos entrevistou 63 moradores da periferia de São Paulo que votaram no PT de 2000 a 2012, mas não sufragaram Dilma Rousseff em 2014 nem Fernando Haddad em 2016.
O resultado mostra que os eleitores não veem a existência de uma luta de classes em que patrões exploram trabalhadores. Percebem ricos e pobres no mesmo barco contra um inimigo comum: o Estado taxador e burocrático que não entrega serviços de qualidade. Haveria uma "ideologia do mérito" e a identificação com histórias de superação e sucesso, levando a uma admiração tanto por Lula quanto por João Doria. Preocupado em ascender socialmente de forma individual, tal eleitor restringiria seus ideais de comunidade a dimensões de família, vizinhos e igrejas (principalmente neopentecostais).
Os eleitores entrevistados indicaram ainda o que a Perseu Abramo chamou de "sobrevalorização" do mercado sobre o Estado, um "liberalismo das classes populares". (Continua)

Acesse a matéria completa pelo link


2017-04-17


quarta-feira, 12 de abril de 2017