quarta-feira, 6 de abril de 2016

Em qualquer cenário, a saída é a Constituinte

Brasília, junho de 2013
A melhor resposta a um possível Impeachment sem crime de responsabilidade, decidido por um Congresso povoado de trambiqueiros - suspeitos, comprovados e presumidos - animados pela estridente banda de música de um empresariado cronicamente parasitário dos negócios do Estado, é... a recusa do governo usurpador, a exigência da dissolução do Congresso e a mobilização popular por uma Assembleia Constituinte soberana e democrática, livre da influência do poder econômico e com direito a candidaturas extra-partidárias, para votar um novo "contrato social” respeitador do patrimônio público e das conquistas sociais e instituir um poder que lhe corresponda.

A melhor resposta à eventual vitória do governo Dilma contra o Impeachment pela via da partilha da massa falida dos governos PT-PMDB com uma chusma de picaretas parlamentares, trânsfugas fisiológicos, rebotalho do rebotalho da representação política de um empresariado cronicamente parasitário dos negócios do Estado, é... a exigência do compromisso presidencial de abdicar em favor de uma Assembleia Constituinte soberana e democrática imposta pela mobilização popularlivre da influência do poder econômico e com direito a candidaturas extra-partidárias, para votar um novo "contrato social” respeitador do patrimônio público e das conquistas sociais e instituir um poder que lhe corresponda.



2016-04-27

Nenhum comentário:

Postar um comentário