segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Subsídio globeleza

Deu no G1 Rio
20-11-2016, por Alba Valéria Mendonça

Rio mantém valor da subvenção para as escolas de samba
Cidade vai dar R$ 2 milhões a cada escola de samba para carnaval 2017

Imagem: Internet
http://blogbomdiabrasil.blogspot.com.br
/2014/03/carnaval-na-globo-abrirfechar-globeleza.html
Que, numa sociedade em que a imensa maior parte do excedente provém do lucro do investimento privado - dependente, em todos os casos, de consumo suficiente -, o Estado tenha a obrigação de subvencionar a cultura com a receita dos impostos me parece chover no molhado.

Ocorre que o desfile das Escolas de Samba do carnaval carioca, assim como o futebol e alguns outros esportes e competições, são manifestações culturais há muito apropriadas, pela via dos direitos de televisão, pela indústria do entretenimento - uma das mais lucrativas do planeta.

A não ser que ficasse perfeitamente demonstrado, mediante a abertura das contas no negócio, que os lucros da transmissão do desfile das Escolas de Samba do Carnaval do Rio Janeiro para todo o Brasil e boa parte do planeta não são suficientes para cobrir os custos de sua produção, incluindo o de capital - e, vá lá, algum extraordinário - teríamos de admitir que a subvenção paga pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro às Escolas de Samba do Grupo Especial é, na verdade, um subsídio à margem de lucro da Rede Globo de televisão, da mesma maneira como seria se o Estado subvencionasse - a bem da verdade já o faz há muito tempo com a sua incorrigivel leniência fiscal - os clubes que disputam a 1ª e 2ª divisões do Campeonato Brasileiro de Futebol!

PS: O Desfile das Escolas de Samba não tem uma contabilidade unificada, como não têm a Copa do Mundo, os Jogos Olímpicos e as PPPs em geral. 


PS: A propósito, O Globo declarou, no Editorial de 21-06-2016, que “a Olimpíada está acima da crise da dívida”. 


2016-11-21