quinta-feira, 3 de julho de 2014

Maturana mata a cobra...

O comentário mais sagaz que li até agora sobre a Copas das Copas do Brasil foi feito, a respeito das chances do combinado de futebolistas profissionais portadores de passaporte colombiano, pelo treinador da célebre seleção nacional cafeteira (!) na Copa de 1994 - aquela que rendeu a Pelé, por seu agourento vaticínio de provável campeã, uma condenação ao degredo vitalício na aprazível Macondo - em uma entrevista telefônica concedida ontem ao jornalista esportivo P HD, digo, PVC, também conhecido como Paulo Vinícius Coelho.

Confiram:

PVC - Há vinte anos, o senhor me disse que a Colômbia não estava pronta para ser campeã. E hoje?

MATURANA - Aquela era uma equipe que vinha evoluindo por seus resultados no continente, nas eliminatórias e nas Copas Américas. A diferença desta é ter uma série de vinte ou vinte e um jogadores que atuam na Europa. Lá, eles jogam entre os melhores do mundo e aprendem a tentar ganhar tudo. Isso deu a eles uma maturidade que pode ajudar muito na caminhada.
Além de matar a cobra, Maturana mostra o pau - atitude que, evidentemente, não coaduna com os princípios editoriais de um blog sério como o nosso. Quem estiver interessado, porém, não se acanhe - clique no link abaixo:



http://espn.uol.com.br/post/422829_experiencia-europeia-diferencia-colombia-de-2014-da-de-rincon-e-valderrama-diz-maturana





2014-07-03

Nenhum comentário:

Postar um comentário